Folhas com pontas queimando. Overfer, pH e Flush


“Boa tarde galera.. Será que podem me ajudar? As minhas plantinhas estão florando e as folhas estão queimadas nas pontas, isso é normal? Existe algo que possa fazer para evitar ou reverter o processo? Segue a foto.. Desde já , obrigado”


Não sei se poderei ajudar, pois é difícil fazer um diagnóstico preciso apenas olhando as folhas. Também seria importante ver a planta como um todo, para ver se isso se apresenta em todas as folhas, ou apenas nas mais novas. Na foto eu vi que tem uma folha mais antiga que não apresenta essa “queimação” nas pontas.

Seria muito importante também saber o que há no solo no qual a planta está sendo cultivada e qual o regime de nutrição.


Se o solo for inerte, ou seja, sem qualquer substrato com nutrientes, muito provavelmente pode ser uma escassez de micro-nutrientes. Essa é uma das suspeitas, pois aparentemente as folhas mais velhas estão bem, com um verde mais escuro, e se mostrando mais saudáveis e sem essas pontas queimadas. Mas precisaria saber o que há no solo. O solo precisa ser rico em Nitrogênio (N), Fósforo (P), Potássio (K), Magnésio (Mg) e Cálcio (Ca), além de conter micronutrientes como Boro, Ferro, Zinco, dentre outros. Se o solo é inerte o cultivador precisa ficar muito atento, pois é necessário suprir todas as necessidades da planta com fertilizantes. Quando o solo é preparado com substratos ricos em nutrientes, como estercos, farinhas, tortas, dentre outros, há uma quantidade grande de diversos nutrientes que formam uma reserva que a planta pode utilizar, sem precisar recorrer à alimentação extra via fertilizantes, ao menos no período vegetativo.


PH

Muitas pessoas preferem manter a planta em um solo rico em nutrientes e suplementar com uso de fertilizantes. Acho essa forma mais fácil de manter e que dispensa cuidados constantes com a nutrição e regulação de pH. Já as pessoas que optam pelo uso de solo inerte precisam ter atenção redobrada pois a planta não tem nenhum nutriente no solo e tudo que precisará comer terá que vir das mãos do cultivador através de fertilizantes. Do mesmo modo, solos inertes tendem a ter maior oscilação de pH.


Quando uma planta sente fome e apresenta sinal de que está com carência de algum nutriente não significa que esse nutriente não esteja no solo. Os nutriente podem estar presentes no solo, mas a planta não consegue absorver por causa do pH. É bom lembrar que o nível de acidez ou alcalinidade do solo interfere diretamente na forma como a planta consegue absorver os nutrientes. Cada nutriente tem um ponto específico de absorção. Uns são absorvido melhor em ambientes mais ácidos, outros em ambientes mais alcalinos, mas, em geral, o ponto ideal que aproveita melhor todos os nutrientes é entre 6 e 7. Se o pH está muito ácido ou muito alcalino o nutriente pode até estar disponível no solo, mas a planta não consegue absorver.


O que quero dizer com isso é que antes de sair aplicando mais fertilizante em uma planta que esteja apresentando deficiência nutritiva, procure medir o pH do solo e da água usada na rega. Se o nutriente estiver presente no solo e o pH estiver desregulado de nada adiantará aplicar mais nutriente já que o problema não é a falta do nutriente e sim o desequilíbrio de pH que está impedindo a absorção de um ou outro elemento específico.


Só a experiência concreta de um cultivador com um jardim poderá definir o que está errado e causando a deficiência. Se é a ausência de nutriente no solo, ou a dificuldade da planta em absorver o nutriente presente por causa do desequilíbrio de pH. Por isso falei que não teria como dar um diagnóstico preciso no início do texto, já que o leitor não forneceu informações suficientes para eu saber qual o problema em questão. Em todo caso, coloco aqui uma ilustração contida no meu livro, Cannabis Medicinal Introdução ao Cultivo Indoor (tinyurl.com/cultivomedicinal), que mostra os diferentes pontos de aproveitamento de cada nutriente em relação à acidez ou alcalinidade do solo.


Flush/Lavagem do solo:

Tanto em caso de excesso de nutrientes quanto em situações onde o cultivador tenha perdido o controle do pH é indicado uma lavagem do solo, para "zerar" o meio de cultivo. A lavagem, também chamada Flush, consiste em aplicar o máximo de água possível no solo, cerca de 4x o volume do vaso, ao longo de algumas horas, para que ele perca todo nutriente que tem acumulado em excesso. Alguns cultivadores colocam as plantas no box do banheiro e deixa a mangueira escorrendo água dentro do vaso bem na base da planta. Para que seja efetuado de forma correta e segura é importante que o meio de cultivo tenha sido preparado adequadamente. Os substratos devem ser bastante aerados e permitir o escoamento da água, caso contrário, se for composto de materiais que acumulem água a lavagem poderá ser uma operação de risco para a planta. Uma alternativa é fazer a lavagem com água destilada, que aumenta ainda mais a capacidade de absorção do excesso de nutriente, ou utilizar algum produto específico para realizar o Flush.


Muito obrigado por ter mandado sua mensagem e suas foto e espero ter ajudado a esclarecer suas dúvidas e com isso ajudado também outras pessoas! Mandem suas mensagens e fotos para ganjagurubrasil@gmail.com – Não esqueçam de sempre que possível detalhar ao máximo dizendo como está o solo que a planta está sendo cultivada, que fertilizantes está usando, como é o regime de iluminação, e tudo mais que puder contar sobre o cultivo que possa ajudar no diagnóstico do problema.


Esse texto foi originalmente publicado no site Hempadão, na coluna Cultivo Vital

Publicado em junho de 2012, revisado e atualizado.

1,046 visualizações

APOIO:

d0258945-7955-4cb3-b2f6-c17328750677.jpg
LogoWeb2.jpg
topo_juliana.jpg
mm_genetics_small.png

© Desde 1998 jardineiro de Maria